Secretaria da Cultura
Voltar

CURSO HISTÓRIA SOCIAL DA ARTE INICIA EM ABRIL

A arte é intrínseca ao ser humano. Sua produção ao longo da história reflete uma construção diversa que une a funcionalidade à beleza, a vida a poesia. Por meio de uma linha do tempo linear, onde será estudado os movimentos e pintores (as) e que geraram tantas obras-primas, o curso “História Social da Arte: conceitos, práticas e visualidades” promove uma vivência, uma imersão, que promove questionamentos que norteiam toda e qualquer projeção artística: o que é a imagem? 

Contemplado pelo Fundo Municipal de Cultura, as aulas oportunizarão reflexões que remetam às técnicas utilizadas no passado e suas relações com as formas atuais de produção artística, reconhecendo mudanças e permanências nas representações visuais, no ideal de beleza e nos usos da arte.

Com início em abril, as aulas têm um caráter conceitual, voltado para história, arte, cultura e sociedade, iniciando pelos povos ditos “primitivos”, pelas civilizações egípcia e greco-romana, bem como, a produção visual do Ocidente Medieval e dos períodos conhecidos como Renascimento, Barroco, Rococó, Neoclassicismo, Impressionismo, Pós-impressionismo, chegando aos mais recentes como o Surrealismo, o Dadaísmo, a Arte Déco, a Op Art e a Pop-Art.

E outro de caráter prático, ministrado por artistas convidados e ocorrerá no atelier da Casa do Artesão e do Artista Plástico BG, e tem nomes como Micael Biasin, Geison Ranzi, Eliane Averbuck, Neiva Poletto, Vildete Pessutto, Rafael Dambros, Celso Bordignon e Juliane Cescon.

O projeto será finalizado com uma mostra de obras dos artistas que colaboraram com a realização das aulas, além dos trabalhos desenvolvidos pelos(as) alunos(as) do curso, sem fins comerciais, na última semana se setembro de 2019, no SESC BG.

Para a proponente do projeto, a Profª. Drª. Cristine Tedesco, causou surpresa que em menos de 72 horas as 40 vagas se esgotaram: “essa sede de conhecimento por parte das pessoas – e ainda tenho nomes na lista de espera – reflete como precisamos estar em constante sintonia com a Arte. Sua presença, sua aura, sua produção, traz uma conexão consciente e inconsciente para as pessoas a qual provoca reflexões, emoções e sentimentos, seja no papel de espectador, ou de artífice, ou um pouco de tudo”.

Assessoria de Comunicação Social

Fonte: bentogoncalves.rs.gov.br

Tags Relacionadas:

noticias