Secretaria da Cultura
Voltar

BENTO GONÇALVES GANHA SUA PRIMEIRA ORQUESTRA

15 músicos. Um maestro regente. 16 pessoas em cena que traduzem notas musicais em ritmo, cadência, compasso, harmonia, sons, numa conjugação artística e cultural conhecida como música, assim foi realizado o primeiro ensaio da Orquestra de Bento Gonçalves na Fundação Casa das Artes, nesta segunda-feira, 6. O projeto, desejo antigo da Administração Municipal, tem o objetivo de oferecer para a comunidade mais esse bem cultural, como a Casa do Artesão, Museu do Imigrante, Fundação Casa das Artes, entre outros.

A criação da Orquestra na Fundação Casa das Artes se insere dentro do projeto Bento in Concert que possui uma preocupação que aliou uma parcela da população com formação em música instrumental e outra parcela em formação, ou seja, estudantes de música. “A inserção de futuros músicos, que saem de projetos de educação básica de música, para um mecanismo de aperfeiçoamento técnico. Abre com isso novo campo de trabalho para músicos recém-formados, principalmente numa cidade do interior do Estado do Rio Grande do Sul”, ressalta o Secretário de Cultura, Evandro Soares.

Ainda conforme o Secretário e Presidente da Fundação Casa das Artes, a formação de uma orquestra em Bento Gonçalves era um desejo do Prefeito Guilherme Pasin e missão para cultura do Município. “O prefeito Pasin sempre nos instigou em formar uma orquestra em nossa cidade, e nossa missão era concretizar e oferecer para população bento-gonçalvense esse momento. O primeiro ensaio já nos deixou arrepiado e será um momento incrível para nossa população”, ressalta.

Para escolha dos músicos foram realizadas audições, que culminaram na escolha de quinze músicos: Alisson Seben, percussão, Carlos Henrique Gheno Zanella, violão, Fábio Ricardo Campos Chagas, violoncelo, Felipe Foresti, violino, Julio Cesar Maccali, violino, Leandro Cousseau, flauta transversa, Leandro Perin, violoncelo, Luiz Carlos Zeni Junior, flauta transversa, Mateus Frigheto, violino, Rodrigo Duarte Maciel, violino, Zorzin Franceschini, violoncelo, Stela Scarmin, viola, Thiago Freitas Dos Santos, clarinete, Tiago Fernando Andreola, contrabaixo, e Vinícius Rodrigues, violino.

Para o maestro Gilberto Salvagni “fomentar a audição e prática da música instrumental, junto à comunidade, por meio de apresentações da Orquestra, visa-se a formação de novas plateias promovendo no meio escolar o conhecimento e a importância da música para formação do capital cultural do ser humano”, finaliza.

O projeto Bento in Concert é uma realização da Fundação Casa das Artes por meio do Ministério da Cidadania, Secretaria Especial de Cultura e da Lei de Incentivo a Cultura, com o patrocínio do Banco Sicoob.

 

Sobre o maestro regente Gilberto Salvagni

Nasceu em Garibaldi-RS em 26 de abril de 1972. É bacharel em música com ênfase composição pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul onde foi aluno do Dr. Celso Loureiro Chaves. Alem da formação acadêmica, participou de diversos festivais onde conheceu e cursou master class com diversos nomes da música erudita e popular do Brasil e de outros países, entre eles: Piano com Benjamin Taubkim-SP, Harmonia e Arranjo com Laércio de Freitas-SP, Vicente Ribeiro-RJ e Ian Guest-Hungria, Arranjo vocal com Marcos Leite-RJ, Improvisação com Carlos Alberto Oliva-SP,  Rgência com Roberto Farias-SP, Roberto Duarte-RJ e Manfredo Schmiedt-RS, Pratica de choro com Nailor Azevedo (Proveta)-SP e Composição de trilhas sonoras com Giovani Luisi-Itália. Obs.: todos os cursos aconteceram no Brasil.

Já atuou como instrumentista em orquestras, conjuntos e grupos de câmara do estado, como arranjador para orquestras e bandas e como produtor em diversos CD de artistas do Rio Grande do Sul. Trabalhou como maestro e diretor artístico na Orquestra Municipal de Carlos Barbosa, Orquestra de Sorpos de Veranópolis, Orquestra Municipal de Sopros de Caxias do Sul, Banda Municipal de Nova Prata, Banda Municipal de Porto Alegre e Orquestra Municipal de Garibaldi tendo contribuído expressivamente para o desenvolvimento da atividade em âmbito estadual. Já teve suas composições executadas por várias orquestras e bandas do estado e algumas obras executadas por grupos da Espanha, Hungria e Estados Unidos. Compôs e produziu trilhas sonoras para curtas-metragens: Caxias te Convida (2004), O Endereço (2005), Antônio Santo do Povo (2007), A Montanha do Sonho Imigrante (2005), As Pessoas dos Trilhos do Trem (2006), Velhos Heróis (2003), A Noite do Sanguanel (2007) e Campo dos Bugres (2007).

Já participou como maestro convidado na Orquestra Sinfônica da Universidade de Caxias do Sul, Orquestra de Sopros de Novo Hamburgo e como compositor e maestro convidado da Southeastern Wind Symphony em Hammond, Louisiana, USA. Atualmente é saxofonista, maestro e diretor da Salvagni Big Band que estreou em novembro de 2016, no teatro Bourbon Cowntry ao lado do cantor e compositor Nei Lisboa e ministra cursos de arranjo em universidades e festivais de música. Sua mais recente composição "Avudáia" estreou no 8º Festival Internacional SESC de Música pela Banda Sinfônica Acadêmica, sob regência de Marcelo Jardim e tendo como solista o clarinetista Diego Grendene de Souza.

 

Assessoria de Comunicação Social

Fotos: Jose Martim Estefanon

Fonte: bentogoncalves.rs.gov.br

Tags Relacionadas:

noticias